Disney+

Anúncios políticos não serão aceitos em nova versão do Disney+

Ainda este ano, provavelmente, no segundo semestre, a The Walt Disney Company vai lançar uma versão mais barata do Disney+, a qual terá anúncios. Durante a “9th Annual MoffettNathanson Media and Communications Summit”, realizada nessa quarta-feira (18), Christine McCarthy, CFO e Senior Vice-President da companhia, afirmou que a expectativa é que um número maior de assinantes escolha o plano com propagandas. “Com base na nossa experiência no Hulu [que tem mais assinantes na versão com publicidade], nós esperamos que com o Disney+ aconteça o mesmo. É isso o que temos testemunhado”, afirmou.

A nova versão da plataforma, nos Estados Unidos, custará menos que US$ 7.99, por mês, mas oferecerá o mesmo conteúdo. A diferença serão os comerciais, que, segundo a Variety, não envolverão nenhum tipo de anúncio de bebidas alcoólicas ou outros produtos e serviços que violem a política “para toda a família” da plataforma. Ainda de acordo com a publicação, a Disney também não aceitará propagandas políticas. Além disso, sempre que houver a indicação de que é uma criança que está assistindo a algum programa, nenhum tipo de anúncio será veiculado. “Eles estão sendo muito cautelosos sobre as propagandas durante programas voltados para crianças em idades pré-escolar. Historicamente, a Disney tem se mantido distante de fazer publicidade durante sua programação infantil. No Disney Channel, eles mantêm o mínimo de comerciais e não os exibem no Disney Junior“, afirmou o site.

Anúncios de plataformas concorrentes e outros estúdios de produção também não serão aceitos. Algumas agências relatam estar impressionadas com a quantidade de controle que a Disney está exercendo sobre os comerciais e alertam que esse excesso poderá afugentar muitos anunciantes. “Muitas discussões têm sido feitas entre a companhia e agências de publicidade. A empresa quer deixar claro que não vai aceitar anúncios que possam obscurecer o ambiente para toda a família da plataforma, mas muitos envolvidos no processo estão assustados com tantas exigências”, reiterou a Variety.

A expectativa é que a nova versão do Disney+ exiba, em média, quatro minutos de comerciais a cada hora. Em termos comparativos, o Peacock veicula cinco minutos enquanto o HBO Max, cerca de quatro comerciais. O Hulu, por sua vez, apresenta entre 9 e 12 propagandas a cada 60 minutos, segundo o MediaRadar.

Por enquanto, ainda não se sabe quando a nova versão do serviço estará disponível ou mesmo o valor da assinatura mensal.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.