Cinema

Apesar das críticas, “Eternos” foi o filme mais visto do fim de semana

Apesar das inúmeras críticas e baixa pontuação que tem recebido nos mais importantes sites de reviews de filmes do mundo, “Eternos” permaneceu na primeira posição e continuou, pelo segundo fim de semana consecutivo, nos Estados Unidos, como a produção mais assistida. Em três dias, o longa de Chloé Zhao arrecadou US$ 27.5 milhões, chegando a um total doméstico de US$ 118.765 milhões. Em média, cada uma das sessões exibidas nas mais de 4 mil salas americanas faturou US$ 6.723.

Em relação ao fim de semana anterior, o desempenho de “Eternos” caiu 61.4%, um número alto, que fica entre os registrados pelas duas produções prévias da Marvel Studios. No mesmo período, “Viúva Negra” despencou 67% enquanto “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, apenas 52%. Em termos de arrecadação, o filme tem tido melhores resultados fora dos Estados Unidos, onde já faturou US$ 162.600 milhões, levando a bilheteria mundial a US$ 281.365 milhões. O solo de Natasha Romanoff terminou sua exibição nas telonas com US$ 379.631 milhões (o faturamento total obtido através do “Premier Access”, no Disney+, é desconhecido). Já o de Shang-Chi, com US$ 430.523 milhões. Se “Eternos” vai superar ou não essas cifras ainda é dúvida.

Fim de semana

No segundo lugar dos filmes mais vistos, no fim de semana, nos Estados Unidos, aparece “Clifford the Red Dog”, que arrecadou US$ 16.4 milhões. “Dune” ficou na terceira colocação, com US$ 5.5 milhões. Na sequência, “No Time to Die”, com US$ 4.6 milhões, e “Venom: Tempo de Carnificina”, com US$ 4 milhões. No total, ambos filmes superam “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, que é a produção da Marvel Studios lançada durante a pandemia com melhor resultado. O novo “007” já faturou pouco mais de US$ 708 milhões enquanto a sequência de “Venom”, US$ 441 milhões.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.