Cinema

Ator não é contra retornar a “Star Wars”

Quando anunciou, anos atrás, que lançaria uma nova trilogia que daria sequência aos filmes já conhecidos de “Star Wars”, a Lucasfilm não imaginava a quantidade de críticas que essas produções receberiam logo após seus lançamentos. “Star Wars: O Despertar da Força” é considerado o melhor dos três e terminou sua exibição nos cinemas com uma bilheteria de US$ 2.066 bilhões. Os seguintes, “The Last Jedi” e “The Rise of Skywalker”, porém, desagradaram a maior parte do público e faturaram, respectivamente, US$ 1.3 bilhão e 1.078 bilhão. Muitas foram as reclamações feitas, levando o estúdio a informar que os eventos não ganhariam continuidade e que os próximos longas contariam histórias inéditas.

Apesar disso, em recente entrevista, a Presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, afirmou que não descarta a possibilidade de voltar a utilizar algumas das personagens da mais recente triologia. Diferentemente de muitos aspectos dos filmes, Rey Skywalker e Kylo Ren, por exemplo, conseguiram cativar os fãs e, por isso, poderão retornar em futuras produções. “Certamente, essas não são personagens que vamos esquecer. Elas vão viver, e essas são conversas que estamos tendo com a equipe de criação também”, disse Kennedy, responsável por decidir os próximos passos do estúdio. E no que depender de Adam Driver, intérprete de Ben Solo, o vilão ainda será visto, mas há uma condição.

“Não, eu não sou totalmente contra [o retorno]. Para mim, é um meio de grandes cineastas, então a minha única questão é trabalhar com bons cineastas. Seja qual tamanho for. Eu gosto de seguir pessoas com as quais estaria interessado em trabalhar, seja qual for o meu papel. Não sou avesso a retornar, não”, disse ele, em entrevista ao Unilad, enquanto promovia seu novo filme, “House of Gucci”, em que interpreta Maurizzio Gucci. Dadas as circunstâncias e os eventos mostrados nos últimos filmes, os fãs arriscam que ainda poderão conhecer mais sobre a juventude de Ben Solo e como ele se transformou em Ren. Se isso irá ou não acontecer, ainda não se sabe.

Recentemente, a produção que seria encabeçada por Patty Jenkins, como parte da nova trilogia, foi adiada indefinidamente devido a divergências criativas, e imagina-se que, neste momento, a Lucasfilm esteja construindo aquilo que a franquia fará nos próximos anos, além do que já está definido para o Disney+, tais como as séries “Andor”, “Obi-Wan Kenobi”, “The Mandalorian” e “Ahsoka”.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.