web analytics
Variadas

Criador de “Gargoyles” explica porque série foi encerrada

O julgamento do jogador de futebol americano, OJ Simpson, entre 1995 e 1997, foi o principal motivo do fim da série “Gargoyles”, exibida como parte do “The Disney Afternoon”, nas tardes da década de 90. De acordo com o criador da série, Greg Weisman, o programa começou a ser tirado do ar, com muita frequência, para dar espaço à cobertura do julgamento, e isso dificultou a fidelização da audiência, resultando no fim do desenho cerca de três anos depois.

“O julgamento de OJ Simpson significava que a gente sairia do ar porque nós estávamos em uma emissora que ganhava muito com notícias, nos anos 1990. Sempre que saíamos do ar, as pessoas perdiam episódios da série e acabaram perdendo o hábito de assisti-la”, disse Weisman em entrevista ao Polygon. Além disso, na época em que o seriado estava no ar, Jeffrey Katzemberg, Chairman da Walt Disney Studios, deixou a empresa para trabalhar na DreamWorks e acabou levando alguns produtores que eram do programa. Por fim, a transferência da série para os sábados acabou coincidindo com a estreia de “Mighty Morphin’ Power Rangers”, o que terminou por enterrar “Os Gárgulas”.

Atualmente, todos os episódios de “Gargoyles” estão disponíveis no Disney+.

Os Gárgulas

“Os Gárgulas” como era chamado, no Brasil, foi exibido, nos Estados Unidos, entre outubro de 1994 e fevereiro de 1997. Inicialmente, a série era voltada para o público infantil, mas acabou ganhando um ar sombrio, cativando, assim, mais adultos. Ao todo, o programa teve três temporadas.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.

Facebook

Parceiros