Cinema

Críticas à escolha de Bailey para interpretar Ariel continuam

Logo após o anúncio de que Halle Bailey daria vida a Ariel na nova versão de “A Pequena Sereia”, a internet foi tomada por opiniões sobre a escolha da Disney. Através do Instagram, a empresa tem sido bastante criticada.

Muitos fãs do filme clássico estão desapontados com a mudança nos aspectos físicos da protagonista.

As críticas, dizem muitos internautas, não são à atriz ou ao fato de ela ser negra, mas à decisão do estúdio em não se manter fiel ao desenho animado, que traz uma Ariel ruiva e de olhos verdes.

“Estou confusa; sendo uma garota negra que cresceu assistindo e amando a Disney, eu não entendo o porquê de essa garota ter sido escolhida como Ariel. Eu quero inclusão, mas isso não faz sentido”, escreveu uma internauta.

“Vindo de alguém que é negro, eu posso dizer que eles deveriam ter escolhido uma garota branca para interpretar Ariel. Apenas dizendo”, escreveu outro.

Há quem vá mais longe e acuse a empresa de hipocrisia, afirmando que a escolha está no fato de a Disney querer se mostrar politicamente correta.

Um fã acusou a Disney de arruinar filmes e questionou o que virá pela frente. “Rapunzel terá cabelos vermelhos e olhos escuros? Estou desapontado”, disse.

Como se as críticas não bastassem por si só, pôsteres de futuras adaptações estão circulando nas redes com protagonistas que pouco têm a ver com os desenhos clássicos. Pocahontas, por exemplo, deixa de ser uma índia para ser uma mulher branca. Elsa vira mexicana, Rapunzel perde os cabelos e Branca de Neve é negra.

Até o momento, a Disney não se posicionou sobre as críticas e nem deverá comenta-las. Pouco provável também que qualquer alteração seja feita no elenco.

Qual sua opinião?

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.