Disney Cruise Line

DCL começa a preparar tripulação para viagens

A data de retomada dos cruzeiros marítimos a partir dos Estados Unidos continua indefinida, mas a Disney Cruise Line já deu início ao processo de recontratação da tripulação para alguns de seus navios. Emails enviados a cast members, nos últimos dias, afirmam que a companhia está se preparando para um eventual retorno às atividades comerciais. “Enquanto a gente continua a se preparar para uma retomada gradual e em fases do serviço com nossos passageiros, o qual vai ter mais ênfase em múltiplas camadas de medidas de segurança e que vai levar em consideração as instruções do U.S. Centers for Disease Control and Prevention, de autoridades locais e internacionais e ainda da Cruise Lines International Association, nós queremos oferecer a você uma oportunidade para retornar”, explica o comunicado.

“Seu retorno será para preparar o navio para uma eventual retomada das viagens comerciais e/ou para dar suporte à tripulação que já está lá”, acrescenta o email. A princípio, a embarcação escolhida é o Disney Dream, a mesma que fará a primeira viagem-teste no final de junho. Grande parte dos contratos tem data de início prevista para julho e duração de dois meses. Ao que parece, a expectativa da DCL é, com base nos resultados obtidos a partir do cruzeiro com voluntários, receber autorização do governo americano para voltar a navegar a partir de portos dos Estados Unidos, tais como Porto Canaveral e Miami, na Flórida, e Galveston, no Texas.

Informações não-oficiais dão conta de que a companhia pode, se obtiver autorização das autoridades, voltar a navegar ainda em agosto. Os tripulantes que estão sendo chamados de volta precisam estar vacinados contra a COVID-19. “A Disney Cruise Line vai requerer que toda a sua tripulação esteja, completamente, vacinada contra a COVID-19 como uma condição de contratação. Nós estamos trabalhando ativamente com autoridades locais para conseguirmos vacinar nossos tripulantes a bordo de nossos navios, mas todos são encorajados a se vacinarem enquanto estão em seus países, antes mesmo de iniciarem um contrato, se possível”, explicou a companhia. “Todos os membros do elenco que se recusarem a receber a vacina quando essa estiver disponível serão afastados da companhia, com exceção daqueles que possuem recomendações médicas ou cuja objeção é baseada em crenças religiosas”, completou.

A companhia solicita que todos os membros do elenco, contratados ou não, enviem os dados das vacinas recebidas, incluindo marca, lote, datas e ainda uma cópia do cartão de vacinação. Aqueles que já estiverem imunizados não precisarão ficar de quarentena.

Além da viagem com voluntários a bordo do Dream, o Disney Magic também está previsto para voltar a navegar, na segunda quinzena de julho, a partir de portos do Reino Unido. Tripulantes e passageiros acima de 18 anos deverão comprovar que já estão vacinados.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.