Disneyland Resort

Disney não será obrigada a aumentar salário mínimo

Um juiz do Condado de Orange, onde está Disneyland Resort, definiu que o complexo não será obrigado a elevar o valor da hora dos seus membros do elenco para US$ 18 e nem pagar o retroativo referente aos últimos anos. Uma votação, realizada em 2018, determinou que todas as empresas e negócios que tivessem recebido subsídios da Cidade de Anaheim aumentassem o salário mínimo para US$ 15/hora em 2019 e, então, US$ 1 a mais, a cada ano, chegando a US$ 22/hora, em 2022.

Funcionários do complexo entraram com processos na Justiça contra a Disney, em 2019, alegando que a medida não tinha sido cumprida. No último fim de semana, o Juiz William D. Claster decidiu que, apesar de Disneyland Resort ter se beneficiado de um acordo feito em 1996 que permitiu que a Disney usasse o valor de impostos para construir um novo estacionamento, ela não estaria qualificada para cumprir com a nova medida.

Em um comunicado divulgado, esta semana, um porta-voz de Anaheim comentou a decisão do juiz. “Nós nunca queríamos que uma ação como essa tivesse chegado à Justiça, mas nós apreciamos a decisão do magistrado. Ele validou aquilo que já sabíamos e tínhamos dito: a cidade de Anaheim não subsidia a Disney. O acordo celebrado em 1996, que resultou na criação da garagem Mickey & Friends, foi parte de um projeto de expansão da cidade, realizado entre 1997 e 2001, e custou US$ 1.9 milhão. A expansão foi parte de uma iniciativa público-privada e tinha como objetivo os interesses da nossa economia. Desde então, tem dado grande retorno para nossa cidade, seus residentes e vizinhanças”, afirmou Mike Lyster.

Ainda em agosto de 2018, a companhia cancelou todos os incentivos fiscais dados pelas autoridades locais após um embate sobre a construção de um novo hotel na área.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.