Disney+

Diretora de “Loki” não retornará em segunda temporada

A primeira temporada de “Loki” se encerrou na última semana, e o último episódio chamou atenção dos fãs por vários aspectos como, por exemplo, a participação de Jonathan Majors, que interpretou uma Variante de Kang, o Conquistador. O ator já estava escalado para “Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania”, mas sua presença no seriado era dúvida para muitas pessoas. Não para a diretora da série, Kate Herron, que, em entrevista ao The Hollywood Reporter, revelou que, desde o início, já sabia que Loki e Sylvie se encontrariam com o vilão e abririam o Multiverso. “A escolha do elenco foi uma experiência surreal. Quando eu me juntei ao projeto de Loki, eu já sabia que Loki e Sylvie encontrariam o Aquele Que Permanece e que o Multiverso seria aberto. Então, eu já sabia, quando consegui o trabalho, que seriam uma absurda responsabilidade fazer isso da forma correta”, afirmou.

Herron também explicou que a escolha do elenco de Loki e de Quantumania foi feita ao mesmo tempo, e a escolha de Majors não foi apenas uma decisão sua. “A escolha do elenco de Quantumania aconteceu ao mesmo tempo. Quando estávamos escolhendo os atores, estávamos conversando sobre vários. Queríamos alguém que tivesse uma voz, e o Jonathan Majors é um ator fantástico. Todos conhecem seu trabalho. Eu amo o fato de ele ser um camaleão. Ele é diferente em tudo o que faz. A gente já sabia que precisaria de um ator que faria uma personagem e várias versões dela, então escolhemos ele”, disse.

O encerramento da primeira temporada confirmou também a segunda, mas Herron não estará à frente do projeto. “Quando eu me juntei a Loki, era para apenas seis episódios. Nós o tratamos como um filme e o desenvolvemos como filme. Tive muito o que dirigir em seis episódios e dei toda a energia que eu tinha e tudo o que eu tinha no meu coração e na minha alma. Dei tudo o que amava sobre a Marvel à série. Então, minha intenção era fazer apenas os seis episódios. Foi um elogio saber que a Disney queria dar continuidade ao projeto, mas eu creio que minha participação está terminada. De toda forma, estou animada em ver qual direção vai tomar. Eu dei tudo o que tinha em mim. Me diverti muito e espero trabalhar com a Marvel no futuro, afinal isso mudou a minha vida, mas quanto a Loki, minha parte está feita, pelo menos por enquanto”, confirmou ela.

Também ao site, Herron explicou a respeito de uma cena vista pelos fãs em trailers, mas deletada na edição final do episódio. “Aquele momento não era de Loki enquanto rei, como muitas pessoas estão imaginando. Aquilo era apenas uma memória do passado de Loki. Ela deveria ter aparecido no primeiro episódio porque tivemos muitas memórias ali. A cena era, na verdade, bastante divertida e muito bem escrita. Mas ele estava prestes a ver a mãe morrendo e não nos pareceu certo ver algo cômico perto de um momento triste. Essa é a natureza de fazer um filme. Às vezes, é preciso cortar cenas queridas”, explicou.

A diretora também foi questionada se o beijo que Sylvie dá em Loki é genuíno ou não. “Honestamente, os sentimentos dela são genuínos e aquilo era uma despedida. A Sylvie me parece estar no mesmo lugar onde o Loki estava em Thor. Ela está sendo levada por sentimentos de vingança, dor e raiva, e é isso o que ele está dizendo para ela, mas ela ainda não chegou lá. Ela ainda está em processo de cura e, por isso, não vê daquela forma. Para mim, é sempre uma terrível forma de se despedir, mas os sentimentos dela eram reais”, disse Herron, que ainda esclareceu para aonde Loki foi no final do episódio. “A Autoridade de Variância Temporal existe fora do espaço e do tempo, mas a realidade tem mudado rapidamente. Com o Multiverso se expandindo, como sabemos como a AVT ainda existe da mesma forma? Nós não sabemos, e essa é uma pergunta que será respondida enquanto o show continua. Mas na minha cabeça, a intenção da Sylvie era enviar o Loki de volta para a AVT, mas por causa da forma como o Multiverso está se expandindo, ele termina sendo enviado para um lugar, completamente, diferente. A realidade já foi alterada como havia dito Aquele Que Permanece, e o Loki está em uma realidade alternada da Autoridade“, completou Herron.

Antes de finalizar a entrevista, a diretora ainda disse que adoraria fazer um filme de terror com Miss Minutes, interpretada por Tara Strong. “Isso seria o meu sonho”, respondeu ela ao ouvir a sugestão do jornalista Brian Davis de que a personagem seria assustadora em um filme de terror.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.