web analytics
Resorts,  Shanghai Disney Resort

Disney inaugura, oficialmente, o segundo complexo na China

Depois de pouco mais de um mês aberto para ensaios técnicos e testes, a Disney inaugura, oficialmente, nessa quinta-feira (16), seu segundo complexo de entretenimento na China, o chamado Shanghai Disney Resort, que custou pouco mais de US$ 5 bilhões de dólares. O resort é formado por um parque temático, o Shanghai Disneyland, dois hotéis, um distrito de compras e ainda um parque verde, que possui um lago e trilhas ideais para uma caminhada em família.

“Nós construímos algo, de fato, especial aqui em Shanghai. Algo que não apenas mostra a qualidade da Disney em contar histórias, mas também celebra e incorpora a riqueza e a cultura da China. Dessa forma, nós temos certeza que esse novo complexo será um destino único, que vai encantar e entreter essa e as futuras gerações”, disse o CEO da Disney, Bob Iger. “Nós pegamos tudo o que aprendemos durante seis décadas e criamos um lugar realmente mágico, que tem a autenticidade da Disney, mas o diferencial da China”, acrescentou ele.

Shanghai Disneyland

O parque é formado por seis diferentes lands. A primeira delas é a Mickey Avenue, que se assemelha à Main Street U.S.A, presente em outros parques. Nessa área, os guests vão encontrar lojas, pequenos cafés e uma padaria inspirada no filme “Ratatouille”, entre outras coisas.

Em Gardens of Imagination – outra área do parque – os guests encontrarão clássicas atrações como um carrossel (este inspirado no filme “Fantasia”) e “Dumbo, The Flying Elephant”. Essa land, que fica localizada em frente ao castelo, recria jardins chineses e coloca personagens da Disney como representantes dos doze signos do Zodíaco Chinês. A área é também o lugar ideal para quem quiser assistir aos shows do castelo, à parada – “Mickey’s Storybook Express” – e ao show noturno (de fogos), o “Ignite the Dream: A Nighttime Spectacular of Magic and Light”. Aqui também você poderá conhecer alguns dos super-heróis mais conhecidos do mundo, no “Marvel Universe”.

Como em outros parques da Disney, mundo afora, Fantasyland está localizada atrás do Enchanted Storybook Castle – o maior, mais alto e mais interativo castelo que um guest já viu em algum parque da empresa. Na área, que é a maior do parque, os visitantes podem conhecer a mina dos Sete Anões, na “Seven Dwarfs Mine Train”; podem voar sobre Londres no “Peter Pan’s Flight”; podem conhecer um labirinto inspirado na Alice de Tim Burton; fazer um passeio de barco pelas clássicas histórias da Disney; cantar com Anna e Elsa em um sing-along e ainda visitar uma taverna inspirada no filme “Enrolados”.

Adventure Isle é uma das mais exóticas áreas do parque. Aqui, os guests podem caminhar e procurar por relíquias na paisagem. É nessa área também que eles podem assistir a um show com Tarzan – “Tarzan: Call of The Jungle” – e podem embarcar no “Roaring Rapids”, uma aventura que simula um rafting e que vai colocar os turistas cara-a-cara com um gigantesco réptil chamado Q’araq. A atração “Soaring Over the Horizon” também está localizada nessa land.

Treasure Cove é a quinta área do parque e a primeira, dentre todos os complexos da Disney, totalmente inspirada em piratas. Exatamente por isso é, aqui, onde está o famoso Piratas do Caribe que, no parque, ganhou diversas novidades e é, hoje, uma das mais modernas atrações que a empresa já construiu.

Tomorrowland é mais uma área do parque. Com um design bastante futurístico, essa land celebra a esperança, o otimismo e o potencial da cidade de Shanghai. Aqui, os guests irão encontrar Sticth; irão ao infinito e além com Buzz Lightyear, na atração chamada “Buzz Lightyear Planet Rescue”; e ainda poderão brincar na maior atração da área, a “TRON Lightcycle Power Run”, uma montanha-russa inspirada no filme “TRON: Legacy”, onde os turistas não sentam em um convencional carrinho, mas, sim, em uma moto. Que tal? É em Tomorrowland também que está a “Star Wars Launch Bay”, onde é possível conhecer as personagens de Star Wars.

Com tantas novidades e inovações, não é de se admirar que os ingressos para a inauguração do parque tenham se esgotado há meses atrás. Sem falar que os valores deles são os mais baratos dentre todos os complexos e variam entre US$ 57 – US$ 76. Para os dias que seguem à inauguração, as entradas também estão esgotadas e, por isso, a Disney sabe que vai enfrentar um grande desafio.

Qual é o desafio?

Entre os vários desafios que existem em se abrir um complexo inteiro de entretenimento, a Disney percebeu, durante os últimos meses, enquanto o parque esteve aberto para testes e apenas para cast-members, familiares deles e alguns convidados VIPs, que manter o parque limpo e conservado não seria tarefa fácil. Em poucas horas após abrir os portões, logo no primeiro dia, grades foram quebradas pelos visitantes e muito lixo, jogado fora das lixeiras. Percebendo a diferença cultural presente, a Disney precisou aumentar o número de pessoas responsáveis pela conservação do parque e ainda lançou um manual de etiqueta, que relaciona algumas “regras” a que os guests devem obedecer quando no resort. Essa foi a primeira vez, na história, que a Disney precisou fazer algo do tipo.

Além de Shanghai Disneyland

Além do parque em si, o complexo de Shanghai ainda conta com dois hotéis. O primeiro deles é o Shanghai Disneyland Hotel, que possui 420 quartos e possui um estilo Art-Nouveau. O segundo hotel é o Toy Story Hotel, que tem 800 quartos e preços menores que o anterior.

resort também conta com um centro de entretenimento, repleto de lojas e restaurantes. O chamado “DisneyTown” está localizado bem próximo ao parque temático e terá entrada gratuita. É nessa área também que está o Walt Disney Theather, onde estreará a clássica montagem “The Lion King”, em Madarin, algo inédito na história.

Outra novidade que o complexo tem é um parque verde, ou seja, uma área repleta de jardins onde os guests podem caminhar com tranquilidade e relaxar. O Wishing Star Park fica ao lado do Disneytown.

Terceiro complexo na Ásia

Pra quem não sabe, vale lembrar que o Shanghai Disney Resort é o terceiro complexo da empresa na Ásia – o primeiro está em Tóquio, no Japão, e o segundo, em Hong Kong, também na China. Aberto em 2005, o chamado Hong Kong Disneyland Resort é formado por um parque temático, o Hong Kong Disneyland, dois hotéis – o Hong Kong Disneyland Hotel e o Disney’s Hollywood Hotel – e ainda um centro de compras. De acordo com dados divulgados pela própria Disney, o complexo recebeu pouco mais de 6 milhões de visitantes, em 2015.