Cinema Variadas

Disney nega quebra de contrato com Johansson

O The Wall Street Journal divulgou, nesta quinta-feira (29), que os advogados de Scarlett Johansson estão movendo uma ação contra a The Walt Disney Company alegando que o lançamento de “Viúva Negra”, nos cinemas e no Disney+, teria quebrado o contrato firmado entre a estrela e a Marvel Studios e alterado os valores pagos à atriz, que seriam baseados na bilheteria da produção.

Depois de a notícia se espalhar na internet e se tornar um dos assuntos mais comentados das redes sociais, um porta-voz da Disney se pronunciou e afirmou que a ação “não tem mérito nenhum”. “Esse processo é, especialmente, triste e estressante. É cruel e desrespeitoso dadas as circunstâncias prolongadas da pandemia de COVID-19“, afirmou a companhia, que ainda indicou que Johansson já recebeu cerca de US$ 20 milhões e que deverá ganhar ainda mais dinheiro com o lançamento da produção nas plataformas digitais na próxima semana. A empresa nega qualquer eventual quebra de contrato.

“Não é segredo para ninguém que a Disney está lançando filmes como Viúva Negra diretamente no Disney+ para aumentar a quantidade de assinantes e, assim, gerar um aumento no valor de suas ações. Eles estão escondendo isso sob o pretexto da COVID-19“, afirmou John Berlinski, um dos advogados de Johansson. “Ignorar os contratos dos artistas que são responsáveis pelo sucesso desses filmes é uma estratégia de curta visão e viola os direitos deles, e eu mal posso esperar para provar isso na Justiça. Com certeza, essa não será a última vez em que um talento de Hollywood se posiciona perante a Disney e mostra que, independente do que eles queiram fazer, é uma obrigação legal honrar seus contratos”, acrescentou.

No processo, os advogados de Johansson adicionaram uma série de emails que comprova que os representantes da atriz contactaram a Marvel Studios diversas vezes para garantir que o filme seria lançado nos cinemas de forma exclusiva. Em uma das conversas, Dave Galluzi, do estúdio, chega a afirmar que “entende que se os planos mudarem, nós precisamos discutir tudo isso com vocês e chegarmos a um acordo, visto que ele está baseado em uma série de bônus baseados na bilheteria”.

Independentemente de quem ganhar o processo, uma coisa é certa: “Viúva Negra” foi, certamente, a última produção da Disney de que Johansson participou, e o nome da atriz será cortado de futuros filmes, inclusive do que ela estava sendo cotada para produzir e estrelar e que seria inspirado na “Tower of Terror”.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.