Walt Disney World Resort

“Drawn to Life” tem estreia prevista para o outono

Após mais de um ano sem apresentações, o Cirque du Soleil anunciou, nessa quarta-feira (21), o retorno de alguns espetáculos com medidas de segurança. “Nós estamos, profundamente, comprometidos com a saúde e o bem-estar de nossos clientes, funcionários e comunidades. Enquanto a gente trabalha para retomar as nossas performances ao redor do mundo, nós estamos implementando rigorosas medidas de segurança”, afirmou a companhia.

A princípio, oito espetáculos retormarão as atividades. Enquanto o “Joyà” já está sendo exibido na Riviera Maya, no México, o “Corteo” será o primeiro a retornar à Europa. O show está previsto para estrear na França, na segunda semana de junho, mas as datas poderão ser alteradas se os números da COVID-19 não caírem no país.

O “Mystère” retornará a Las Vegas, nos Estados Unidos, no dia 28 de junho. Já o “O”, em 1 de julho. Por enquanto, esses foram os dois únicos shows anunciados para a cidade. Em setembro, o “Crystal” estará na Alemanha, e o “Kooza” será apresentado, em novembro, em Punta Cana, na República Dominicana. Em janeiro de 2022, o “Luzia” estará em Londres, e, em março, o “Kurios” iniciará uma temporada na Itália.

Apesar de não aparecer na lista, o “Drawn to Life”, que vai substituir o “La Nouba”, em Disney Springs, na Flórida, deverá estrear também no segundo semestre. Segundo o Presidente do Cirque du Soleil, Daniel Lamarre, a previsão é que o show comece a ser apresentado durante o outono americano, sendo uma das ofertas da celebração de 50 anos de Walt Disney World Resort.

Drawn to Life

O “Drawn to Life” é uma colaboração da Walt Disney Imagineering com a Walt Disney Animation Studios e o Cirque du Soleil. Com direção de Michel Laprise e Fabrice Becker, o espetáculo vem sendo descrito como uma “carta de amor à animação da Disney”. O show vai contar a história de Julie, uma garota determinada que descobre o último presente deixado pelo pai antes de morrer: uma sequência de desenhos que não foram terminados. Tom era um animador da Disney e sempre cercou sua filha com as personagens da companhia, as quais a ajudaram a crescer e amadurecer.

Quando encontra os desenhos, a imaginação de Julie desperta, e ela embarca em uma jornada pelo mundo da animação. Pelo caminho, vai encontrar o Sr. Lápis, o lápis favorito do pai, que será o seu guia. Ela também vai se deparar com Miss Hésitation, que representa suas dúvidas e medos enquanto artista.

O show terá 90 minutos de duração e contará com 65 artistas de variadas nacionalidades.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.