Variadas

Exposição vai celebrar figurinos de filmes

O “Museum of Pop Culture”, em Seattle, nos Estados Unidos, anunciou, nesse fim de semana, que exibirá a exposição “Heroes & Villains: The Art of Disney Costume” a partir do próximo dia 5 de junho. Através de uma parceria com a Walt Disney Archives, o museu irá convidar os visitantes a mergulhar no mundo dos filmes da companhia ao exibir trajes e figurinos usados em grandes produções. As peças são assinadas por profissionais premiados e/ou indicados ao Oscars como Colleen Atwood, Jenny Beavan, Jacqueline Durran, Anthony Powell, Sandy Powell, Bill Thomas, Paco Delgado, Gary Jones, Jeffrey Kurland, Judianna Makovsky e Anna B. Sheppard. “Figurino é um elemento essencial de qualquer história, e a Heroes & Villains exemplifica a riqueza das personagens dos nossos filmes”, disse Becky Cline, diretora da Walt Disney Archives. “Colaborar com os curadores do MoPOP para levar parte das nossas peças até Seattle tem sido fantástico”, completou.

A exposição terá pouco mais de 70 peças utilizadas em filmes da companhia e criadas por 19 diferentes designers. Dez delas, que incluem sapatos, coroas e joias, foram usadas no live-action de “Cinderela”, de 2015. O próprio vestido original, criado por Sandy Powell e feito com mais de 270 jardas de tecido e 10 mil cristais, estará exposto.

Cinderella

Um dos figurinos usados por Angelina Jolie em “Malévola” também poderá ser visto pelos visitantes, bem como as roupas de Jack Sparrow e do Capitão Barbossa para “Piratas do Caribe”, de 2003. O clássico traje de Luke Evans para o remake de “A Bela e a Fera” será mais um.

Gaston

Outras peças icônicas também serão expostas. Entre elas, os figurinos das irmãs Sanderson para “Abracadabra”, criados por Mary Vogt. A roupa mais antiga que será levada para Seattle será um vestido desenhado por Bill Thomas e usado por Julie Andrews, em “Mary Poppins”, de 1964. Uma das roupas usadas por Emily Blunt, em “O Retorno de Mary Poppins”, também poderá ser apreciada, além de alguns dos trajes exibidos em “Dumbo”, de 2019.

Além das peças, a exposição contará com elementos interativos, desenvolvidos pelo próprio museu. Através de um espelho inspirado em “Branca de Neve e os Sete Anões”, por exemplo, os visitantes poderão experimentar algumas das peças virtualmente. Usando tecnologia de ponta e câmeras com sensores, ninguém precisará ter contato com as roupas ou mesmo com quaisquer objetos. Em algumas áreas, também será possível explorar um pouco mais sobre os materiais, texturas, cores e formas utilizados no desenvolvimento dos trajes.

Os interessados em ver a exposição, que irá até 17 de abril de 2022, já podem comprar ingressos no site oficial do museu.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.