Disney+

Fãs querem “Luca” nos cinemas

A Disney divulgou, nessa quinta-feira (3), os primeiros pôsteres individuais para as principais personagens de “Luca”, Luca, Alberto e Giulia. O filme, que é, por enquanto, o único lançamento da Pixar previsto para 2021, vai estrear no Disney+ no próximo dia 18 de junho e não estará disponível nos cinemas, algo que tem desagradado muitos fãs do estúdio.

Apesar de chegar à plataforma gratuitamente, muitas pessoas não estão satisfeitas com a decisão da Disney. Umas porque não são assinantes do serviço, outras porque consideram que a experiência de assistir a filmes em casa não se compara com a de vê-los nas telonas. Por isso, um abaixo-assinado foi criado para pressionar o estúdio a lançar a produção de forma híbrida, nos cinemas e no Disney+.

Luca é o mais novo longa-metragem da Pixar. Enrico Casarosa dedicou muito tempo a este filme, sua estreia na direção depois de trabalhar para a Pixar desde 2002. Há centenas ou milhares de nomes de pessoas por trás deste projeto que estão magoadas e furiosas com a decisão de mudá-lo dos cinemas para o Disney+ sem custo adicional. O povo quer a Pixar de volta aos cinemas. A Pixar quer a Pixar de volta aos cinemas. Pete Docter está frustrado com a Disney por sua decisão egoísta de manter seus filmes nos cinemas enquanto trata a Pixar como lixo. Não permitiremos que a Disney seja um ditador forçando a Pixar a falir. A Pixar precisa desse lançamento pelo dinheiro que investiu nele. Eles criaram este filme com o conceito de que será visto nos cinemas. Vai contra os seus planos fazer com que o público assista pelo celular; você não pode apreciar adequadamente esta arte sem o som surround de um teatro e uma tela gigante. Por favor, compartilhe esta petição para salvar Luca! Eles fizeram isso com Soul, e nós deixamos passar. Mas não mais!”, afirma a petição escrita em tom apaixonado.

Em uma conferência recente, Bob Chapek, CEO da The Walt Disney Company, explicou o motivo de enviar o desenho para o Disney+ e justificou sua decisão, algo que, dificilmente, com ou sem petição, será alterado, afinal de contas, a ideia da companhia é incentivar a assinatura da plataforma. “Quando você tem um serviço direto ao consumidor, aumentamos nosso investimento em conteúdo criativo para garantir que todos os canais de distribuição tenham um conjunto completo de ofertas para manter todos felizes [….] E queremos ter certeza, dada a importância do Disney+ para nós no mercado e nossos acionistas, que continuamos alimentando essa máquina e fazendo um filme de família maravilhoso como Luca no meio do verão e colocando-o diretamente no serviço”, disse.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.