Cinema

Filmes de “Star Wars” demorarão a voltar aos cinemas

Após a estreia e exibição de “Star Wars: The Rise of the Skywalker”, a franquia ganhará uma pausa nas telonas e terá sua atenção voltada à televisão, mais especificamente, ao Disney+o novo serviço de streaming da Disney que será lançado em novembro deste ano e custará apenas US$ 6.99 por mês.

Em entrevista à Bloomberg, o CEO da The Walt Disney Company, Bob Iger, reforçou o que já havia falado em setembro do ano passado ao The Hollywood Reporter. “Nós iremos dar uma pausa, dar um tempo e nos restabelecer”, disse ele. “A Saga dos Skywalker chega ao fim nesse nono filme. Nós teremos outros, mas vai haver um certo hiato adiante”, completou. “Existem filmes sendo desenvolvidos, mas a gente ainda não os anunciou”.

Enquanto, portanto, não anuncia nenhuma nova trilogia para os cinemas, o foco da Lucasfilm será séries tais como “The Mandalorian”uma sobre Cassian Andor e a sétima temporada de “Clone Wars”. 

“The Mandalorian” será dirigida por Jon Favreau e tem estreia prevista para 12 de novembro, quando a nova plataforma da Disney será, de fato, lançada.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.