Cinema

Físico de ator deixou Marvel Studios insatisfeita

O próximo grande lançamento da Marvel Studios a chegar aos cinemas é “Eternos”, no início de novembro, e muitos acreditam que o filme deverá bater recorde de bilheteria e superar, por exemplo, “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, que encerrará sua exibição com cerca de US$ 403 milhões, segundo o Box Office Mojo. Para garantir o sucesso da produção, o estúdio vem aumentando a divulgação do filme e já deu início à venda de ingressos. Nessa terça-feira (12), um novo vídeo com os dez super-heróis que serão introduzidos no MCU foi divulgado, nas redes sociais.

As imagens mostram cenas individuais de cada um dos Eternos. Dentre eles, Kingo, que será interpretado por Kumail Nanjiani, que treinou bastante para fazer parte do projeto e ganhou um físico impressionante. Em pouco tempo, o ator transformou o corpo e terminou sendo chamado atenção por parte da produção, conforme revelou Nate Moore, em entrevista ao Screen Rant. “Eu vou dizer isso porque é a verdade: chegamos e falamos: Ei Kumail, não se preocupe com isso. Você não precisa ficar tão forte, esse não é o filme onde você precisa malhar tanto. Mas ele quis fazer isso e chegou a um ponto em que precisamos chamar ele. Eu disse: Kumail, eu acho que você está grande demais. Ele é uma estrela, ele não é um fisiculturista, e nós tivemos que chamar ele de volta. Ele estava tão animado por estar no filme que apenas investiu nisso. Ele cresceu, e eu estive com ele na academia, é realmente muito intimidador”, disse.

Em dezembro de 2019, Nanjiani divulgou a primeira imagem de sua transformação física e contou como foi o processo. O que ele não imaginava era que a mudança provocaria uma insatisfação na equipe de produção e terminaria deixando-o desconfortável. “Eu descobri, no último ano e meio, desde que eu postei aquela foto, que eu me sinto muito desconfortável falando do meu corpo – e isso tem se tornado menos e menos confortável. É a agressividade. É a raiva. Muitas vezes, somos ensinados a ser úteis usando nossa força física e nosso cérebro de uma forma agressiva e competitiva. Não de uma maneira empática. Não é de uma forma aberta, colaborativa. É a mesma coisa quando você tem esses caras, pedindo para as pessoas brigarem com eles no Twitter. É a mesma coisa que queda de braço. É sobre derrotar [o outro]. É isso que o ideal de masculinidade tem sido: Dominar. Derrotar. Esmagar. Matar. Destruir. Estar malhado é isso”, disse o ator à GQ.

Ele ainda revelou que, desde que ficou mais forte, começou a perceber uma maior hostilidade por parte de outros homens. “Eu sinto como se tivesse imprimido uma foto da avó dele e mijado em cima. Eu só vejo a pequena criança dentro deles, uma pequena criança que finge ser um grande homem forte. É risível, se não fosse devastador – e se não estivesse causando tantos problemas no mundo. Eu queria ser tipo: Cara, se você aprender a chorar, vai ser muito mais feliz“, completou.

Além de estrelar “Eternos”, Nanjiani também estará em “Obi-Wan Kenobi” onde interpretará uma personagem que, segundo ele, ainda não foi vista no universo de “Star Wars”.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.