Variadas

Governo estuda restrições em voos domésticos

A Casa Branca está avaliando a imposição de medidas restritivas para viagens domésticas nos Estados Unidos devido ao aumento de infectados pelas novas variantes da COVID-19. Surtos das mutações encontradas no Reino Unido, no Brasil e na África do Sul têm obrigado as autoridades a rever voos internos, visto que as fronteiras do país já estão fechadas para grande parte do mundo.

“Existem conversas ativas, nesse momento, para encontrar uma forma de diminuir os riscos de exposição às mutações”, informou um oficial da administração de Biden, nessa quarta-feira (10). “Nós já proibimos viagens vindas do Brasil, da África do Sul e do Reino Unido com base nas informações que temos”, completou. A variante inglesa, mais conhecida como B.1.1.7, foi encontrada, recentemente, na Flórida, e o número de casos têm aumentado. Apesar da diminuição da COVID-19 no estado, o vírus mutante tem se espalhado com rapidez e já é responsável por 15% dos novos infectados na região.

Até o momento, a Casa Branca ainda não oficializou sua decisão, mas poderá, em breve, proibir voos da Flórida para outros estados. O Ministro dos Transportes americano, Pete Buttigieg, afirmou que está estudando restrições nos voos domésticos. “Isso é uma guerra, e nós temos que lutar com as armas que temos. Realmente, conversas estão ocorrendo na Casa Branca, mas nenhuma decisão foi tomada ainda”, concluiu o oficial do governo.

Há algumas semanas, um outro porta-voz da Casa Branca anunciou que o governo americano estava estudando a possibilidade de fechar alguns estabelecimentos na Flórida onde máscaras não usadas em todos os momentos.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.

Facebook

Parceiros