Disney Cruise Line

Indústria marítima volta a sofrer com a COVID-19

Poucos meses depois de grande parte das companhias marítimas ter retomado as atividades, o setor volta a sofrer com a pandemia. De acordo com a CNN, casos de COVID-19 continuam sendo registrados entre passageiros e tripulantes de alguns navios e, apenas na última semana, quatro embarcações com origem nos Estados Unidos foram proibidas de atracar em portos caribenhos, sendo obrigadas a alterar seus roteiros de última hora. “Apesar de casos estarem sendo registrados desde que as atividades foram retomadas, nos Estados Unidos, durante o verão, o número de viagens que tiveram que alterar seus itinerários aumentou apesar dos requerimentos de vacinação e outras medidas que visam a evitar surtos”, afirmou a publicação.

Dentre essas viagens estava uma da Holland America Line. Autoridades mexicanas impediram que passageiros do navio desembarcassem em Puerto Vallarta, no último dia 21 porque alguns membros da tripulação haviam sido diagnosticados com o vírus. O Odyssey of the Seas, da Royal Caribbean, também teve que alterar seu percurso depois que Aruba proibiu que ele atracasse em seu porto. Cerca de 55 tripulantes testaram positivo. “A Ômicron tem feito muitas autoridades locais alterar seus protocolos. Alguns destinos têm limitações médicas e estão focados em lidar com o vírus localmente. Se for necessário cancelar ou alterar o roteiro, nós vamos continuar fazendo o que for melhor para todos”, afirmou Anne Marie Mathews, Porta-Voz da Carnival, que também tem registrado casos positivos na tripulação.

Apesar dos protocolos de segurança e da exigência de que todos os passageiros e tripulantes estejam vacinados contra a COVID-19, a Disney Cruise Line também tem tido casos positivos. Alguns membros do elenco, inclusive, estão, atualmente, em isolamento nos próprios navios enquanto navegam. De acordo com o Seeking Alpha, o Centers for Disease Control and Prevention está investigando 86 navios, incluindo os quatro da companhia de Mickey Mouse. Informações não-oficiais dão conta de que há tripulantes infectados em todos.

Como medida de prevenção, a Royal Caribbean já interrompeu a venda de novas viagens e corre o risco de interromper a navegação, mais uma vez, nas próximas semanas. A DCL, por sua vez, ainda não anunciou nenhuma alteração em seus planos.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.