Disney+

“Loki” terá forte impacto no MCU

“Loki” estreia, no Disney+, nessa quarta-feira (9), e o tempo de duração dos primeiros dois episódios já são conhecidos: 51 e 54 minutos, segundo o DiscussingFilm. Enquanto o público aguarda, com ansiedade, para assistir às aventuras do irmão de Thor, a crítica especializada já teve acesso à produção e, conforme esperado, tem elogiado o trabalho da equipe da Marvel Studios. “Acabei de ver os dois primeiros episódios de Loki e estou completamente preso. O primeiro é introdutório, mas junto com o episódio dois, a série traz um pouco de Rick and Morty (com uma nova camada) ao MCU. Tom Hiddleston encontra sua metade na tela com Owen Wilson, e vê-los juntos é algo que nós devemos esperar que dure por muitas temporadas”, escreveu um jornalista.

Os eventos de “Loki” irão impactar várias outras produções do estúdio, possivelmente, abrindo caminho para “Spider-Man: No Way Home”, “Thor: Love and Thunder”, “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” e “Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania”. Em entrevista à Empire, Kevin Feige, Presidente da Marvel Studios, inclusive, afirmou que a série é a mais importante já lançada. “É tremendamente importante e, provavelmente, terá mais impacto no MCU do que qualquer outra série que tivemos até agora. O que todos pensaram ser verdade sobre WandaVision e também sobre Falcão e o Soldado Invernal, será ainda mais verdade em Loki“, disse ele em referência às conexões que o programa terá dentro do MCU.

Feige ainda prometeu algumas transformações para suas personagens. Da mesma maneira que o final de “WandaVision” revelou a Feiticeira Escarlate, e o encerramento de “Falcão e o Soldado Invernal” tornou Sam Wilson no novo Capitão América, “Loki” terá surpresas. “Depois de, mais ou menos, seis horas vendo essas personagens, você quer vê-las se transformarem e evoluírem, certo? Nós não fazemos essas séries para não sermos radicais, não é?!”, acrescentou ele.

Também em entrevista recente, o roteirista do seriado, Michael Waldron, afirmou que o programa tem “um elemento de mistério de assassinato” e que se inspirou em clássicos como “Zodíaco” e “O Silêncio dos Inocentes” para escrever a história. A direção de Kate Herron ajudou a dar maior destaque a essas referências, conforme disse Feige. “Nós amávamos a ideia, mas não sabíamos o que fazer com ela antes de Kate. Foi durante as reuniões com ela que essas referências entraram de vez na série”, explicou.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.