Disney+

“Luca” é aprovado pela crítica

A mais nova animação da Pixar, “Luca”, será lançada, exclusivamente, no Disney+, nessa sexta-feira (18). Antes de estar disponível para o público, a crítica especializada já assistiu ao filme, e a maioria das opiniões tem sido favorável ao desenho. “Costa italiana, massas e monstros marinhos fazem dessa animação uma boa fábula de verão e relembra a todos nós de nossas infâncias e que elas nos formaram para que fôssemos quem somos hoje”, avaliou Carla Renata, do RogerEbert.com. “Um filme realmente especial, que prioriza as amizades em vez do espetáculo”, escreveu Liam Maguren, do Flicks.

No Rotten Tomatoes, “Luca” está com 91% de aprovação dos críticos. O número é alto, mas inferior ao da animação anterior do estúdio, “Soul”, que foi aprovado por 97% dos jornalistas, e também ao de “Raya e o Último Dragão”. “Luca é uma fábula de verão que será amada por toda a família”, opinou Rachel Wagner, que deu nota 8 à produção, de um total de 10. “Se você mergulhar na história, você escapará para o verão na Itália. O estilo do filme é único e nos enche de nostalgia”, afirmou Aparita Bhandari, do Globe and Mail. Já Nicholas Barber, da BBC, apontou que “assistir ao filme é como relaxar sob o sol de verão”.

“Não existe nada para não se gostar em Luca”, disse Walter Chaw, do Film Freak Central. “Essa é uma história de identidade da mesma forma que é uma fábula sobre amizade, bem escrita e desenvolvida. Pessoas de todas as idades vão encontrar nela uma fonte de força”, opinou Robert Kjoder, do Flickering Myth. Para Leo Brady, do AMovieGuy.com, “é estranho escrever uma história infantil sobre um par de monstros marinhos, vivendo a vida deles sob a água, mas tudo em Luca funciona. É uma história deliciosa sobre vencer seus medos e encontrar novos amigos”. Mike McGranaghan, do Aisle Seat, disse que a “Pixar sempre faz filmes tão incríveis que quando ela faz um que apenas bom, a gente acaba se sentindo frustrado. É o caso de Luca

Luca, a estreia em longa-metragem de Enrico Casarosa, deriva mais do que a gente pode imaginar (em termos de narrativa porque, em alguns momentos, parece que a história não foi, completamente, desenvolvida), mas, ainda assim, é muito charmoso”, escreveu Alistair Harkness, do Scotsman. Tom Santili, do Movie Show Plus, não gostou do que viu. “Um grande desapontamento! Apesar dos seus temas vitais sobre orgulho e identidade, tudo isso se perde em uma embalagem de algo que não sabe o que é realmente é”, afirmou. Quem também encontrou problemas na produção foi B.L. Panther, do The Spool. “Luca tenta falar a respeito de muitos temas, mas acaba que não consegue dar suporte a nenhum deles”, afirmou.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.