Hong Kong Disneyland Resort

Prejuízo em parque chinês pode ultrapassar os US$ 250 mi

Os protestos na China seguem atrapalhando o turismo em Hong Kong. De acordo com as autoridades locais, o número de visitantes caiu em cerca de 37% no mais recente trimestre. Os hotéis, quando comparados ao mesmo período do ano passado, tiveram uma queda de 28%, ficando, em sua maioria, com apenas 2/3 da capacidade preenchidos. Para Hong Kong Disneyland Resort, as consequências da crise política não têm sido diferentes.

De acordo com os últimos balanços divulgados pela própria Disney, o prejuízo com o resort pode chegar a US$ 275 milhões até setembro de 2020 caso uma solução não seja encontrada para os protestos.

Apenas nos últimos três meses, Hong Kong Disneyland perdeu cerca de US$ 55 milhões. Grande parte dos turistas preferiu visitar complexos como o de Shanghai e o de Paris para fugir dos efeitos da crise. Neste trimestre, o prejuízo pode passar dos US$ 80 mi no parque chinês, de acordo com Christine McCarthy, da área financeira da Disney.

Enquanto os outros complexos da companhia apresentaram lucros, com um aumento de até 17%, Hong Kong sofre. A cidade já está em um período considerado de recessão, com dezenas de lojas fechadas e parte do transporte público paralisado.

Foto: The Guardian