Star+

Primeira temporada nem terminou, e série é cancelada

A primeira temporada de “Y: The Last Man” ainda nem terminou, e a série, que, no Brasil, é exibida no Star+, já foi cancelada pelo FX. A informação foi divulgada, nesse domingo (17), pela showrunner da produção, Eliza Clark. No Twitter, ela informou que ainda tem muito mais história para contar a respeito de suas personagens e que tem esperança de que um outro estúdio queria continuar o seriado, desenvolvendo uma próxima temporada. “Ficamos sabendo que não avançaremos com o FX no Hulu para a segunda temporada de Y: THE LAST MAN. Nunca na minha vida estive mais comprometida com uma história, e ainda há muito mais para contar”, escreveu.

Y: THE LAST MAN é sobre gênero, sobre como sistemas opressores informam identidade. Tivemos uma equipe de artistas brilhantes de gêneros diversos, liderados por mulheres em quase todos os cantos da nossa produção. Produtores, roteiristas, diretores, diretores de fotografia, figurinistas, coordenadores de dublês e mais. É a coisa mais colaborativa, recompensadora criativamente e mais bonita da qual já fiz parte. Nós não queremos que isso acabe. O FX tem sido um parceiro incrível. Adoramos trabalhar com eles e estamos tristes que YTLM não vá continuar com o FX no Hulu. Mas sabemos que alguém vai ter a sorte de ter esse time e essa história. Nunca vivi uma solidariedade tão notável com gente desse talento. Estamos comprometidos em encontrar a próxima casa para Y“, desabafou.

Em resposta à postagem de Clark, algumas pessoas aproveitaram para criticar a série. “Eu realmente queria ter gostado desse programa. Ele poderia ter brilhado com histórias de mulheres que se uniram quando encontraram obstáculos pela frente e venceram. Em vez disso, ele se focou em fazer um comunicado que a sociedade iria se destruir e tornar em uma completa distopia e insanidade sem homens”, escreveu Taryn True. “Eu entendo o porquê de esse programa ter sido cancelado. A forma que vocês o fizeram é entediante. Apenas contem uma boa história e deixem que a gente tire as lições”, opinou outro.

Ainda teve quem dissesse que as palavras de Clark foram sexistas. “Você disse que mulheres comandaram essa produção. Isso não parece representar diversidade já que cada posição de liderança foi assumida por pessoas de um só gênero. Isso tudo soa muito sexista”, escreveu Francesco Solbak, na mesma rede social.

Y: The Last Man

“Y: The Last Man” é uma série de drama que mostra uma realidade alternativa e retrata como os humanos reagem quando regras desaparecem. A história ocorre em um mundo pós-apocalíptico, em que não há mais o gênero masculino, com exceção de dois exemplares, Yorick e seu macaco de estimação. O programa é baseado nos quadrinhos da DC Comics criados por Brian K. Vaughan e Pia Guerra. O elenco conta com Diane Lane, Ashley Romans, Ben Schtnetzer, Olivia Thirlby, Juliana Canfield e Elliot Fletcher.

O último episódio será disponibilizado no próximo dia 1 de novembro.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.