Cinema

“Raya” perde a liderança das bilheterias nos EUA

Após três semanas na liderança do ranking dos filmes mais vistos nos Estados Unidos, “Raya e o Último Dragão” perdeu o posto para “Nobody”. De acordo com o Box Office Mojo, o filme da Universal arrecadou pouco mais de US$ 6 milhões, nos últimos dias, nas 2.460 salas americanas em que estreou. Internacionalmente, conseguiu outros US$ 5 milhões, totalizando US$ 11.730 mi. Enquanto isso, a produção da Walt Disney Animation Studios caiu 31.8% em relação ao fim de semana anterior, arrecadando apenas US$ 3.5 milhões, nos EUA. Até esse domingo (28), o desenho animado havia atingido a marca dos US$ 28 mi domésticos. Fora do país, a animação alcançou mais de US$ 54 milhões. O total mundial está em US$ 82.589.857.

Em terceiro lugar, como o filme mais visto do fim de semana, nos Estados Unidos, aparece “Tom and Jerry”, com US$ 2.5 milhões.

Enquanto a arrecadação dos filmes nos Estados Unidos ainda é pequena, apesar de ter sido considerada a maior desde o início da pandemia, quem roubou a cena mesmo nos últimos dias foi “Godzilla vs. Kong”, que estreou em 38 países, e arrecadou quase US$ 122 milhões. Nos Estados Unidos, a produção só será lançada no próximo dia 31 de março, tanto nos cinemas quanto no HBO Max.

A arrecadação de “Raya e o Último Dragão” no Disney+ continua com os números desconhecidos, mas os resultados parecem estar sendo satisfatórios, tendo, inclusive, incentivado a companhia a optar por lançar “Viúva Negra” e “Cruella” também com a mesma estratégia.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.