Cinema Disney+

Rumor: “Cruella 2” está em desenvolvimento

“Cruella” está em exibição nos cinemas e no Disney+ há menos de uma semana, e alguns aspectos do filme tais como o figurino utilizado pelas personagens de Emma Stone e Emma Thompson continuam chamando atenção dos espectadores. Mas não apenas isso! A cena pós-créditos deixou os fãs da vilã se perguntando quais seriam os planos da Disney e se uma sequência viria a ser desenvolvida. De acordo com o insider Daniel Richtman, um novo filme já está em produção e contará os eventos de “101 Dálmatas”. O longa deverá ser uma interpretação do clássico animado e explicar o porquê de Cruella mudar de ideia e decidir perseguir Pongo e Perdita, que foram presentes seus para Roger e Anita, respectivamente.

Até o momento, a Disney não confirmou a informação e ainda não há nenhum nome, oficialmente, atrelado ao projeto. Mas durante uma entrevista ao Collider, o diretor de “Cruella”, Craig Gillespie, foi questionado se aceitaria dirigir um próximo filme, e sua resposta não foi muito diferente da que já havia dado à Forbes. “Se fosse com essa mesma equipe, eu toparia. Foi uma alegria enorme trabalhar com aquelas pessoas. A Disney deu muito suporte. Eles realmente nos fizeram sentir seguros de que poderíamos fazer o que queríamos sem preocupação com a repercussão. Às vezes, eu não sabia se eles concordariam com algumas coisas, mas, no final, deu tudo certo”, afirmou.

Quando questionado se a Disney teria feito muitas objeções a respeito de cenas ou elementos usados, Gillespie reafirmou que o estúdio havia dado muito apoio ao projeto. “Existiram alguns momentos em que eles mostraram ter algumas reservas, mas, então, eu filmava a cena de duas formas. Para o crédito deles, algumas terminaram sendo usadas. Eles me permitiram filmar duas versões, e isso mostra o apoio que eles nos deram”, disse.

Para uma eventual sequência, o diretor acredita que ainda existem muitos aspectos da vida de Cruella que merecem ser mostrados. “Eu tenho a sensação que a gente acabou de conhecê-la. Eu adoraria ver mais dela. Ela recebeu muito apoio e, agora, pode expandir sua marca. Eu adoraria ver seus próximos passos e aquilo que pode destruir ela de dentro pra fora. Se ela não tiver cuidado com todo o poder que tem, ela pode se destruir”, afirmou Gillespie, que também comentou sobre o privilégio de trabalhar com Stone e Thompson. “Elas são mestres em suas artes e nunca erravam nas cenas. Elas têm muito controle da própria versatilidade que têm. Elas foram fantásticas ao conseguir flutuar entre humor e drama, sempre acrescentando emoção às cenas. Poder vê-las fazendo isso foi maravilhoso. Sempre que eu tinha uma cena com elas era o meu dia favorito”, afirmou.

Além das atrizes, quem também rouba a cena no filme é Wink, um Chiuaua que pertence a Horace, personagem de Paul Walter Houser. “Ele se transformou em uma estrela. Foi muito engraçado. Nós estávamos filmando a cena do baile de gala preto e branco e tinha uma cena do Wink vestido de ratazana e ainda com um tapa-olho. Eu estava fazendo uma filmagem dele rosnando para a câmera e, de repente, vi toda a equipe dando gargalhadas. Perguntei o que havia perdido, e todos começaram a dizer o quanto ele era adorável. Ali, eu percebi que ele se transformaria em uma estrela”, concluiu.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.