Cinema

Novo filme abordará o racismo nos EUA

Apesar de a Marvel Studios ainda não ter anunciado, oficialmente, “Capitão América 4”, o filme parece estar mesmo em desenvolvimento. De acordo com o Giant Freakin Robot, o racismo nos Estados Unidos será a principal temática da produção, e Sam Wilson irá enfrentar vários desafios para conseguir ser, de fato, aceito como o novo Capitão América. O site afirmou que Isaiah Bradley, personagem de Carl Lumbly, e Sarah, vivida por Adepero Oduye, retornarão, aumentando a representatividade dos negros no MCU.

Quem também poderá aparecer no filme é Joaquín Torres, interpretado por Danny Ramirez. Ele deverá assumir o posto de novo Falcão, em algum momento, e está cotado para ser mais um parceiro de Wilson. Nas HQs, Torres assume o posto do Vingador logo após Sam se tornar o Capitão América. Apenas uma indicação, porém, de que isso poderá acontecer foi dada em “Falcão e o Soldado Invernal”. No penúltimo episódio, Wilson entrega suas asas danificadas ao colega e avisa que ele pode ficar com elas.

Em uma entrevista recente, Danny Ramirez afirmou que as asas serão consertadas e disse que adoraria continuar no MCU, mas não revelou se já assinou contrato com o estúdio para isso. “Com toda a liberdade que existe no MCU, eu não achei que seria necessário mudar completamente a personagem, afinal não sabemos a história de origem de Joaquín. Nós começamos com ele ajudando o Sam no primeiro episódio, então se houver uma chance de mergulhar em sua história, estarei muito animado para isso. Seria legal saber de onde ele vem, como ele se juntou às Forças Armadas, e, sim, acho que existe muito sobre ele para ser descoberto, principalmente, seu passado e seu futuro. Acho que ainda há muito para tentar e mal posso esperar por isso”, disse.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.