Disney Cruise Line

Senador quer mudar lei que proíbe navios em Key West

Um novo projeto de lei, proposto nessa terça-feira (5), quer contornar a votação de novembro de 2020, que proíbe que navios de grande porte atraquem em Key West, no extremo Sul da Flórida. Nas últimas eleições, os cidadãos da ilha escolheram pela suspensão das visitas como forma de proteger o ecossistema local e ainda a saúde dos seus residentes. Agora, o Senador Jim Boyd pretende dar ao governo da Flórida o direito de criar os regulamentos das viagens de cruzeiros no estado e ainda exceções, tirando a autonomia dos portos.

Para o “Safer Cleaner Ships”, grupo a favor da proibição dos navios em Key West, “o projeto quer suspender os limites para navios de cruzeiros, os quais foram votados por 80% dos cidadãos de Key West. Isso é o dinheiro sujo da indústria marítima falando, mais uma vez”, afirmou. “As empresas de navios falharam na Justiça e ainda nas urnas e, agora, através de lobby, querem vencer. O projeto SB 426 quer impedir que portos como Key West estabeleçam suas próprias restrições e regulações. Se essa lei for aprovada, os portos serão proibidos de estabelecer o tamanho dos navios que querem receber e até mesmo o tipo de carga que pode atracar em suas docas”.

O grupo ainda afirmou, em sua declaração, que a proposta do senador é uma artimanha de companhias marítimas internacionais que querem continuar explorando Key West e seus cidadãos. A matéria será votada no Senado na primeira semana de março.

Se não for aprovado, navios como o Disney Magic e Disney Wonder, que, anualmente, atracam na ilha estarão, de fato, proibidos de fazer turismo por lá e terão que modificar seus roteiros. Por enquanto, Key West ainda segue como um dos destinos de algumas viagens no site da Disney Cruise Line.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.