web analytics
Shanghai Disney Resort

Trinta dias sem Shanghai Disneyland

No último dia 25 de janeiro, Shanghai Disneyland fechou como uma medida preventiva ao surto de Coronavirus que, na época, ainda nem sequer havia sido considerado uma questão de saúde mundial. Trinta dias depois, o número de casos registrados chega a quase 78 mil, com 2.663 vítimas fatais, segundo o Washington Post. Durante o período, os dois hotéis de Shanghai Disney Resort permaneceram abertos, mas o parque, Disneytown e o “Wishing Star Park” não abriram, gerando um prejuízo estimado em mais de US$ 100 milhões.

Fotos feitas com drone, na última semana, mostram o complexo completamente vazio, sem menor indício de movimento. Os ônibus estacionados, bilheterias sem um visitante e brinquedos sem funcionar exibem uma imagem desoladora e triste para um lugar que está sempre tão cheio de vida.

A Disney estima que o parque fique fechado por, pelo menos, mais trinta dias, mas a escalada do vírus parece ir na mão contrária à expectativa. Por enquanto, apenas os dois resorts chineses seguem fechados. O complexo japonês continua aberto, mas medidas preventivas estão sendo tomadas, e a Oriental Land Co. pede que guests com sintomas de gripe cancelem suas visitas.

Enquanto as autoridades tentam conter a doença, a Disney segue fazendo o que pode para que seus parques possam reabrir em breve. Um acordo entre a empresa e o governo chinês, inclusive, permitiu que áreas de quarentena sejam erguidas em um terreno inutilizado de Hong Kong Disneyland, também na China. Infelizmente, apenas o tempo e as pesquisas médicas que estão sendo feitas dirão o que será do futuro e do COVID-19.

Sobre o autor

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto

Patriolino Ribeiro Neto é formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza. É também graduado em Jornalismo, área em que atua há mais de dez anos. Em 2008, a estreia na televisão ocorreu quando passou a comandar um telejornal esportivo. Viajar sempre foi uma paixão, tornando-se parte do seu trabalho em 2009. A curiosidade pela Disney o inspira desde pequeno. Muito cedo, começou a frequentar os complexos de parques temáticos da empresa ao redor do mundo e, até hoje, os tem como destinos preferidos. Dentre os seis resorts, Walt Disney World e Disneyland são seus prediletos.

Facebook

Parceiros